Get Adobe Flash player

"Bem-vindo ao jornal Juca Post on-line. Aqui você poderá conferir as principais notícias de Franco da Rocha e região em tempo real"

Developed in conjunction with Ext-Joom.com

Retão da curva da uva

Este local onde ficava a Sede da Dow Química, era antes propriedade da Família Morganti. O local era conhecido como Pedro Romeiro. Havia uma plantação de uva. Nos anos 50, no prédio onde funcionava o BEFAMA, na Av. Dr. Franco da Rocha, houve um incêndio. Neste período a casa grande da fazenda foi cedida para que lá funcionasse o ginásio e os franco-rochenses não ficassem sem acesso a educação escolar. Houve outro prédio onde funcionou uma tecelagem chamada Fare. Depois de desativada ocorreu nesse local alguns bailes, inclusive de formatura.

A última sessão do Cine Marajá

Sufocado pela "modernidade", a última sala de cinema da região fecha suas portas. Foram quarenta anos de alegrias e emoções. A história do cine Marajá se mistura com a história da cidade e com a de seu proprietário Jorge Truksa, 71 anos, 50 deles dedicados ao cinema.

Leia mais       

O sapateiro Emiliano

Como a maioria das pessoas que fizeram história na cidade, Emiliano chegou à Franco da Rocha aos oito anos de idade com sua família vindo da cidade de Miguelópolis, porque seu pai havia conseguido um emprego no Juquery.

Leia mais       

Atravessando a rua

Em Leme-SP, as ruas não eram asfaltadas até a década de 1950. Na infância, lá vivida, conhecemos a temida poeira azul. Era resultante da mistura do pó azul dos pedriscos triturados de piçarra com a terra vermelha e se levantava em ondas por três motivos. Um, muito raro, era a passagem de um carro – evento excepcional naquela época; duas outras causas de poeira alta eram mais comuns e aconteciam quando passava uma tropa de bois ou quando ventava muito forte na cidade. Há um motivo por estar falando disso.

Leia mais       

fretado

Previsão do Tempo

Developed in conjunction with Ext-Joom.com

Classificados

 

 

 

 

Notícias lidas

Ver visitas de Artigos
199786