Get Adobe Flash player

"Bem-vindo ao jornal Juca Post on-line. Aqui você poderá conferir as principais notícias de Franco da Rocha e região em tempo real"

Developed in conjunction with Ext-Joom.com

Disputa por espaço no Parque da cidade causa controvérsias

O Parque da cidade foi criado para proporcionar uma alternativa de lazer e a prática de esportes ao franco-rochense e, no entanto, tem causado uma série de dissabores pela disputa de espaço entre os diversos tipos de segmentos comunitários que utilizam a área. Em vista disso, as autoridades municipais propuseram uma discussão sobre assunto que foi tratado na tarde de sábado, dia 14/01, na Câmara Municipal.

Gente de diversas etnias, representantes de vários segmentos da sociedade franco-rochense ocuparam todo o plenário para discutir o assunto, por volta das 14h. As autoridades chegaram meia hora depois após alegando compromissos importantes.

Apenas parte dos 11 vereadores esteve presente: presidente Eric Valini, Neiva Hernandez, Emerson Gêmeos, Valdir da Santa Casa, Alex Caixa, Kinho e Alex do Posto. Representando a administração municipal estiveram presentes: Eduardo Bueno - Secretário de Governo; Silmara Ciampone - Secretária adjunta de esportes; Taiana Garcia - Secretária adjunta da Cultura ; o Diretor de Segurança pública municipal Sr. Alceu Martinho e o Comandante da Guarda Civil Municipal Roberto Santos.

Abrindo a sessão da Câmara, o presidente Eric Valini anunciou as autoridades presentes e convidou o secretário de governo, Eduardo Bueno, para se manifestar a respeito do assunto polêmico que envolve a convivência de vários segmentos da cidade no Parque Municipal.

Um dos principais assuntos abordados foi a disputa por espaço entre o pessoal do Skate e os que praticam ciclismo. Os amantes do skate ocuparam a maior parte dos acentos na Câmara, o que inibiu a manifestação do pessoal das bikes.

Eduardo expôs uma situação que está acontecendo no momento; quando o pessoal das bikes circula com as bicicletas pela pista de caminhada. Outro fato levantado foi uma manifestação na rede social, de que um grupo de pessoas iria se apropriar do espaço no Parque Municipal, e comunicaram que não haveria ninguém para impedi-los.

Realmente houve um entrevero envolvendo várias pessoas numa briga que acabou assustando os frequentadores do Parque, que vão até o local apenas para praticar atividades recreativas e esportivas. No momento não havia a presença da Guarda Civil Municipal, o que deve ter colaborado para o surgimento da briga. Diante disso, foi proposto a circulação da GCM de forma mais ativa com bicicletas pelo parque criando a “Ciclo patrulha”.

O secretário Eduardo Bueno disse também que foi implantado um serviço de som, tipo uma radio comunitária, para dar informações aos frequentadores do Parque da Cidade.

Resumindo, Eduardo solicitou para os diversos grupos presentes ao plenário que procurem conviver pacificamente no Parque da Cidade.

Tânia da Culinária Baiana

Presidente da turma do Skate

Representante da turma do Artesanto

 

Manifestação da plateia

O plenário foi ocupado por skatistas em sua maioria, mas havia outros segmentos também. O presidente da turma do skate disse que as autoridades não tinham a dimensão do que o projeto iria se tornar. “A gente no nosso meio tem uma forma singular de trabalhar e gerar renda para quem é do meio. Eu trabalho com outras coisas, mas também trabalho com skate. Gostaria de saber se vamos ter espaço para comercializar nosso material”.

E a tônica do debate se tornou o espaço do Parque para exploração comercial. Tânia, representante da entidade africana e da Bahia, participante da economia solidária com a culinária típica baiana, reivindicou um espaço para vender seus produtos. E com ela viriam mais gente, umas 24 barracas com expectativa para aumentar para 50 barracas.

O cidadão Tiago perguntou se haverá espaço para o comércio de artesanato, uma vez que é a área onde ele atua. E o assunto então passou a ser a exploração comercial do Parque da Cidade. Cada cidadão que levantava e pedia a palavra reivindicava seu espaço no Parque para comercializar o seu produto.

O secretário do governo, Eduardo Bueno, adiantou que a prefeitura está estudando o assunto para implantar uma legislação própria para adequar a exploração comercial do Parque da Cidade.

  Eduardo Bueno fala para a platéia na Câmara Municipal de Franco da Rocha

 

fretado

Previsão do Tempo

Developed in conjunction with Ext-Joom.com

Classificados

 

 

 

 

Notícias lidas

Ver visitas de Artigos
235639