Get Adobe Flash player

"Bem-vindo ao jornal Juca Post on-line. Aqui você poderá conferir as principais notícias de Franco da Rocha e região em tempo real"

Developed in conjunction with Ext-Joom.com

A PASCOA

A Páscoa  no ocidente é uma festa Cristã que teve sua origem no Judaísmo. A palavra Pesach ( Páscoa) significa a “passagem” de Deus. A Páscoa para os Judeus é celebrada para comemorar a libertação do Povo do cativeiro no Egito, onde vivia escravizado, humilhado, por um governo tirano, autoritário e corrupto. Este Povo conduzido por Deus, através de Moises, é libertado e caminha para a construção de uma nação.

A festa da Páscoa  judaica é celebrada no mesmo período do ano de uma festa nômade, de mesmo Povo que vivia em tribos antes do cativeiro no Egito, a festa se “chamava “ Mazzot”, ocasião da primeira colheita, no inicio da primavera. Depois da saída do Egito os Judeus uniram as duas celebrações, colheita e libertação numa única festa.

O ritual da celebração Israelita, na família é muito rico no seu memorial:

O chefe da família vestido de branco como um Sumo Sacerdote, pronuncia  a benção (kiddush)  “santificação” a invocação de Deus que criou o fruto da videira e santificou Israel e os tempos. O membro mais jovem da família pergunta: “ qual a diferença desta noite e as outras noites?” A resposta será: “ Em todas as outras noites comemos pão fermentado, mas nesta noite comeremos pão sem fermento e ervas amargas”

Nesta noite deve ser lido um trecho da Haggada, a narrativa do Êxodo que o ponto central da Páscoa Judaica, quem faz a leitura é o chefe da família. Este é o momento da nascimento do povo de Israel.

É instituída então a Ceia do Pesach: a coxa de um cordeiro, um ovo, frutas de primavera e os mazzen , pães que ficaram sem ser fermentados por causa da pressa na saída do Egito. Eles comem também ervas amargas, para lembrar do amargor da escravidão. Bebem também, quatro taças de vinho, mas enchem cinco, uma não é esvaziada , é a taça de Elias. Ela lembra a esperança da redenção do povo de Israel.

A partilha do Pão e do Vinho, para o Cristão, lembram a ultima Ceia de Jesus, que era judeu e naquela noite  estava celebrando o Pesach com seus amigos.

A Páscoa para os Cristãos é a celebração da ressurreição de Jesus.

A Páscoa Cristã, acontece depois de um período chamado Quaresma, que é um momento de reflexão da vida, depois deste período vem a Semana Santa que lembra o martírio de Jesus e sua morte na cruz, que é vencida pela sua ressurreição gloriosa no terceiro dia (domingo). Por isso que para os Cristãos o dia do Senhor é o Domingo, enquanto que para os Judeus é o sabado (Shabat).

O que aconteceu naquela manhã de Domingo: Maria Madalena, uma mulher, vê a pedra do tumulo de Jesus, retirada, corre para avisar os outros discípulos, todos correm para lá e  encontram o tumulo vazio e somente os panos que envolviam o corpo e começam a entender o sentido da ressurreição, que mais do que ser vista é pra ser vivida.

Na Páscoa Jesus convida os cristãos para buscar a vida, tirar a pedra que sufocam e as amarras que oprimem e viver a liberdade plena.

A Páscoa para os Cristãos é a vitória.

Vitória da Vida sobre a morte, da humildade sobre a prepotência, da sinceridade sobre a traição, da partilha sobre o egoísmo, da fé sobre a duvida, da acolhida sobre o desprezo, da amizade sobre o ódio, do perdão sobre o rancor, do “nós” sobre o “eu”

Vitória do Amor sobre... tudo

Texto: Tuca Machado

fretado

Previsão do Tempo

Developed in conjunction with Ext-Joom.com

Classificados

 

 

 

 

Notícias lidas

Ver visitas de Artigos
235971